ESTOCAGEM MAGNÉTICA

 

Tecnologia de memorização em um suporte magnético

A memorização em um suporte magnético é um método muito comum utilizado para memorizar uma grande quantidade de dados (ex. vídeo, imagens, etc..). O drive magnético utiliza uma fita magnética para memorizar os dados. Em uma fita vem memorizados uma grande quantidade de dados, porque a capacidade do drive é enorme – um suporte magnético pode conter até três gigabit de dados por polegadas quadradas.

Os suportes magnéticos são constituídos de uma camada sutil que é capaz de registrar um sinal magnético e de um filme mais largo utilizado para suporte. A camada superior é constituída de pigmentos magnéticos. A camada magnética registra e memoriza os sinais magnéticos provenientes do cabeçote. O filme de sustentação suporta a camada magnética e reduz a fricção e a deformação da fita.

História da tecnologia de memorização em suportes magnéticos

2001

Os pesquisadores IBM batem um novo recorde na densidade de memorização em suporte magnético, batendo cinco vezes a mais alta densidade disponível.

2000

A IBM anuncia um novo tipo de cabeçote, capaz de superar a densidade de 10 gigabit per polegada quadrada.

1991

Vem apresentado o primeiro disco fixo que utiliza a tecnologia Magneto Recording  (MR).

1989

Os laboratórios IBM anunciam de ter superado a densidade de 1 gigabit per polegada quadrada.

1984

A tecnologia Magneto Recording vem utilizada pela primeira vez em um device de memorização, um leitor de fitas IBM.

1978

Sony apresenta o primeiro suporte de memorização digital.

1971

Vem apresentado o primeiro drive de floppy disk.

1966

Vem introduzido o primeiro disco drive que utiliza uma cobertura de ferrite.

1963

Vem apresentada a primeira fita de áudio compacta, até agora o suporte áudio de registração magnética mais utilizada.

1957

Pela primeira vez um drive magnético, o RAMAC (Randon Access Method of Accounting and Control) se torna parte integrante de uma máquina. Antes do RAMAC não existia modo de aumentar a capacidade de memorização interna, e muitos computadores utilizavam fitas magnéticas ou fichas perfuradas.

1956

IBM apresentou o primeiro disco fixo magnético para a memorização de dados.

1953

IBM introduziu o primeiro drive a fitas, o 726.

1935

AEG apresentou o primeiro dispositivo de registração áudio conhecido como Magnetofono, utilizado em seguida pela radiodifusão.

1898

Um engenheiro e inventor dinamarquês Valdemar Poulsen, inventou o primeiro dispositivo de registração magnética, a primeira secretária eletrônica.

 

Ligue Grátis - 0800 771 7242 ou (11) 4807 2577
(24 horas - 7 dias por semana)

 
             
   
  Nossa Empresa
  Por quê nós?
  Case History
  Processo de Recuperação
  Tempo e Custo
  Equipe Técnica
  Laboratório
  Trabalhe Conosco
  Program Partner
  RAID, SAN, NAS
  Desktop
 
   
  Notebook
  Fitas DTL, DAT
  Suportes Removíveis
  Office
  .PST
  Databases
  Senhas
  Sistemas Suportados
  Conversão de Dados
  Perguntas Freqüentes
  Condições e Garantias
 
   
  Suporte Telefônico
  Tecnologias
  Origem da Recuperação
  Perda de Dados
  Recuperação
  Pode ou Não Pode
  Prevenção
  Faça Você Mesmo
  Cancelamento de Dados
  A Sala Branca
  Eletrostáticos
 
   
  História do Suporte
  Disco Rígido
  Evolução
  Estocagem Magnética
  Estocagem Optica
  Estocagem Eletrônica
  Acromini
  Links Úteis
  Contato Recovery Lab
Powered by: Neotimenet Web & Studio.